Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Destaques Comunidade de pesquisa da UFSCar já pode utilizar a Cloud@UFSCar

Comunidade de pesquisa da UFSCar já pode utilizar a Cloud@UFSCar

Comunidade de pesquisa da UFSCar já pode utilizar a Cloud@UFSCar

A comunidade de pesquisa da UFSCar está ganhando a oportunidade de acesso a recursos computacionais de alto desempenho com o início do funcionamento da Cloud@UFSCar, infraestrutura de computação em nuvem que vem sendo implementada desde 2013, em uma parceria da Secretaria Geral de Informática (SIn) com docentes do Departamento de Computação (DC) que atuam na área. O projeto resulta de investimentos de mais de R$ 4 milhões, conquistados por meio de projetos institucionais aprovados junto à Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e à Fapesp (Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo), além de recursos da própria UFSCar. Além destes, outros R$ 2,3 milhões foram aplicados em infraestrutura e equipamentos para ampliação da segurança e da capacidade de armazenamento de dados na Secretaria, o que resultou em um datacenter com recursos de última geração, essencial para o funcionamento da Cloud.

Com a computação em nuvem, cada usuário, a partir de equipamentos tradicionais, tem acesso virtualmente a servidores de alto desempenho localizados na SIn, com grande capacidade de processamento e armazenamento de dados. Na UFSCar, alguns grupos de pesquisa já contratam servidores privados de computação em nuvem ou adquirem clusters computacionais próprios. A Cloud@UFSCar, no entanto, ao promover o uso compartilhado da infraestrutura, resulta na possibilidade de acesso a serviços muito mais avançados, em economia de recursos financeiros e, também, no uso mais eficiente desses serviços e recursos. "Além da infraestrutura já disponível, há também a previsão de que os pesquisadores possam oferecer contrapartidas ao uso da nuvem, prevendo, por exemplo, a aquisição de equipamentos nos projetos encaminhados às agências de fomento, que têm inclusive valorizado esses equipamentos multiusuários. Essa colaboração, e a centralização desse parque computacional na SIn, sem dúvida resulta em uma infraestrutura de apoio computacional à pesquisa à qual seria muito difícil um grupo, isoladamente, ter acesso", explica a Secretária Geral de Informática da UFSCar, Cláudia Alves de Souza Mello.

Para iniciar a utilização dos serviços de computação em nuvem, a SIn acaba de lançar a primeira chamada para concessão de recursos computacionais disponíveis na Cloud@UFSCar. Os projetos serão recebidos em fluxo contínuo e as pessoas interessadas devem preencher um formulário no qual indicarão suas necessidades e, também, apresentarão resumidamente o projeto de pesquisa que justifica a demanda. Neste momento, serão recebidos projetos de curta duração (para atividades pontuais, com duração de até 15 dias) e projetos de longa duração e baixo consumo de recursos da nuvem. Projetos de longa duração e alto consumo serão objeto de chamada específica. A chamada - válida por 180 dias a partir de 10 de abril - e outras informações detalhadas podem ser conferidas no site da Cloud@UFSCar.

"Nós temos bastante espaço na nuvem, mas precisamos pensar em longo prazo e, para isso, é preciso conhecer as especificidades da demanda. Além do uso em pesquisa, por exemplo, já fomos procurados por algumas unidades administrativas, com necessidades específicas de armazenamento de informações, e estamos estudando a melhor forma de atender cada caso específico, que não necessariamente será a nuvem, inclusive", explica Paulo Matias, servidor do Núcleo de Computação Científica da SIn, ao comentar a relevância da chamada de projetos. "Em relação justamente ao armazenamento de arquivos, um dos novos serviços que serão disponibilizados pela SIn com a entrada em funcionamento da nuvem é o UFSCar Drive, solução institucional para a oferta de um ambiente seguro e estável para o armazenamento e compartilhamento de arquivos, com características bastante similares às opções comerciais (como o Dropbox)", complementa Mello, afirmando que em breve serão compartilhadas com a comunidade as instruções para uso do Drive.